Economia Donut

Uma alternativa ao crescimento a qualquer custo
Kate Raworth
Assunto: Economia
Simples, ambicioso e revolucionário, um modelo econômico original e ousado para responder aos desafios do século XXI

Crise financeira permanente. Desigualdade extrema na distribuição da riqueza. Pressão implacável sobre o meio ambiente. O sistema econômico que rege nossas vidas está falido. Existe alguma alternativa viável?

Para a economista Kate Raworth, a resposta é uma drástica mudança de paradigma, a Economia Donut. Analisando os sete pontos críticos com que a economia dominante nos trouxe à ruína – do propagandeado mito do “homem econômico racional” à obsessão pelo crescimento ilimitado a qualquer custo -, ela propõe um sistema no qual as necessidades de todos serão satisfeitas sem esgotar os recursos do planeta. Para ilustrar esse ponto de equilíbrio, a autora desenhou o icônico gráfico similar a um “donut” – a clássica rosquinha.

Vencedor do Prêmio Transmission, dado a obras inspiradoras comunicadas de forma inteligente, este livro fornece, em linguagem clara, as coordenadas para guiar as políticas governamentais, o desenvolvimento global e as estratégias corporativas – além de estabelecer padrões atualizados para o que de fato significa sucesso econômico.


“Kate Raworth é o John Maynard Keynes do século XXI: ao reformular a economia, ela nos permite mudar nossa visão de quem somos, onde estamos e o que queremos ser. Brilhante e revolucionário, acessível a qualquer pessoa. Um livro que vai mudar o mundo.” The Guardian

“Uma tentativa admirável de expandir os horizontes do pensamento econômico.” The Financial Times

“Um livro radical com sólidos argumentos. Plausível e informativo.” El País

“Precioso. Pensamento econômico heterodoxo de primeira linha, que conclama à redistribuição de riqueza e recursos.” La Repubblica

“Um fascinante aviso a economistas e empresários: deem um passo atrás e analisem nossa economia.” Forbes

“Economia Donut mostra como assegurar dignidade e prosperidade para todas as pessoas.” Huffington Post