Escritora da semana: Maja Lunde

Confira uma entrevista com a autora e roteirista norueguesa Maja Lunde, autora de “Tudo que deixamos para trás”, primeiro romance para adultos, publicado pela Editora Morro Branco, que esteve autografando na 62ª Feira do Livro de Porto Alegre.

A obra é uma história em três tempos, que explora a relação das pessoas com religião, conhecimento e, em particular, com a natureza, em narrativas poderosas que abordam o desaparecimento das abelhas no mundo e o relacionamento entre pais e filhos.

Livraria Espaço Cultural: Como foi a sensação de pela primeira vez participar da Feira do Livro de Porto Alegre?

Maja Lunde: Já estive outras vezes no Brasil, mas foi a primeira vez que participei da Feira do Livro de Porto Alegre, que achei um evento muito interessante.

Livraria Espaço Cultural: Como você e tornou escritora e como você se inspira para escrever?

Maja Lunde: Minhas inspirações iniciaram quando comecei a escrever histórias para televisão e depois livros para crianças. A história do livro “Tudo que deixamos para trás” surgiu por causa de um documentário que assisti sobre o desaparecimento das abelhas, e a partir daí comecei a pesquisar mais sobre o tema, e foi assim que surgiu meu primeiro livro para adultos.

Livraria Espaço Cultural: Como está a receptividade desse livro, cujo tema sobre o desaparecimento das abelhas é bastante atual?

Maja Lunde: É uma aventura participar de tudo isso, porque as respostas que estou tendo, onde o livro já foi publicado, são excepcionais, sendo que o livro já foi vendido em mais de 30 países, e em todos eles, as pessoas têm discutido o tema e é muito interessante. E mais do que abelhas, o livro fala sobre famílias e isso é muito importante pra mim, sendo que muito da minha inspiração vem dos meus três filhos.

Livraria Espaço Cultural: Qual a sua opinião sobre o possível desaparecimento das abelhas no mundo?

Maja Lunde: Não sei o que vai acontecer, mas quanto mais pesquiso e me envolvo com o tema, vejo o quanto é importante discutir sobre isso e pensar o que pode acontecer. Não só as abelhas domesticáveis, mas também as selvagens estão desaparecendo e as consequências que isso pode ter na vida das pessoas são inevitáveis.

Livraria Espaço Cultural: Quais são seus escritores favoritos?

Maja Lunde: Gosto de muitos escritores que não poderia listar somente alguns, mas já li Clarice Lispector, uma das poucas escritoras brasileiras traduzidas para o norueguês.

Livraria Espaço Cultural: Como você observa as tecnologias como e-books e redes sociais nos dias atuais?

Maja Lunde: Sou um pouco tradicional, mas tenho Facebook e Instagram. Porém, acredito que não exista nada melhor do que a sensação de ter um livro nas mãos depois de passar o dia todo trabalhando na frente de uma tela de computador. É muito gostoso sair do mundo virtual e simplesmente ler as páginas de um livro.

Livraria Espaço Cultural: Como incentivar as crianças a lerem mais livros?

Maja Lunde: O nosso papel como pais e educadores é introduzir os livros no mundo da crianças, mostrando a importância e a relevância para a vida deles e como isso pode mudar suas vidas. Precisamos estabelecer um limite para eles se afastarem um pouco desse mundo virtual e sair para jogar, brincar e talvez até ler um livro.